Análise SWOT para eventos: entenda o que é, benefícios e como aplicar passo a passo!

SWOT para eventos, será que é possível?

Afinal, essa análise se aplica a tantos mercados e negócios distintos, será mesmo capaz de aplicá-la de forma eficiente no setor de eventos?

A resposta é um SIM (com letras maiúsculas mesmo).

Ela é indispensável para qualquer organizador de eventos que deseja impulsionar os resultados de seus projetos, além de obter diversos insights por meio da análise de dados.

Inclusive, não deixe de conferir o nosso artigo: Análise de dados para eventos: o que é e por que é tão importante? Descubra!

Pode parecer complicado em um primeiro momento, mas não se assuste. Você verá que é bem mais simples do que imagina!

Por isso, continue a leitura até o final e entenda tudo sobre análise SWOT para eventos, como:

  • O que é Análise SWOT?
  • O que é Análise SWOT para eventos?
  • Afinal, quem desenvolveu a matriz SWOT?
  • Quais os benefícios do SWOT?
  • Como fazer a análise SWOT para eventos?

Pronto?

Então, vamos para o conteúdo!

O que é Análise SWOT?

Análise SWOT é uma metodologia cujo objetivo é analisar as influências internas e externas de um projeto para identificar oportunidades e insights, e assim, levar o projeto ou negócio para outro nível.

SWOT significa respectivamente:

  • S: strengths (forças)
  • W: weaknesses (fraquezas)
  • O: opportunities (oportunidades)
  • T: threats (ameaças)

Em português, ela também é conhecida como FOFA, por conta de sua tradução.

Em resumo, ela realiza um diagnóstico geral para auxiliar na potencialização de um negócio, produto ou evento, neste caso.

Inclusive, vamos detalhar no próximo tópico como ela é incorporada no setor de eventos.

O que é Análise SWOT para eventos?

A análise SWOT para eventos é o melhor método para o organizador e/ou produtor de eventos identificar todas as possibilidades que podem ter influência direta no sucesso do projeto.

O ideal é que esse recurso faça parte do planejamento estratégico de um evento, para que a equipe possa elaborar estratégias eficientes e assertivas, e assim, obter o máximo de desempenho.

Falando em vantagens desta ferramenta, continue a leitura, já que no próximo tópico separamos as principais para você.

Afinal, quem desenvolveu a matriz SWOT?

A matriz SWOT foi desenvolvida pelo consultor empresarial Albert Humphrey, por meio do Instituto de Pesquisa Stanford, por volta do final da década de 1960.

Porém, vale ressaltar que devido às referências e novos estudos sobre essa metodologia, não há um consenso sobre quem foi o seu criador original.

A primeira aparição do termo “análise SWOT” ocorreu no ano de 1972, em um artigo de jornal por Norman Stait, consultor de gestão da Inglaterra.

No entanto, antes disso, esse método começou a se popularizar em diversas publicações de administração da época, mesmo sem utilizar esse nome em específico.

Quais os benefícios do SWOT para eventos?

A aplicação da análise SWOT para eventos pode gerar inúmeros benefícios, independente do formato ou tema de um evento.

Leia também: Eventos corporativos: o que são, tipos e como organizar! Guia completo

Ela pode, e deve, ser incorporada na etapa do planejamento, para assim, gerar diversas ideias e insights valiosos ao longo do projeto.

Confira abaixo alguns dos principais benefícios da SWOT para eventos.

Tomadas de decisão mais assertivas

Com a utilização deste método, as decisões acerca do projeto se tornam mais assertivas. 

Afinal, você e sua equipe terão dados e estatísticas para analisar, antes de tomarem alguma decisão.

E esses dados, sem dúvida, trarão mais clareza e objetividade.

Definição de prioridades ficam mais evidentes

O que fazer primeiro? Quais tarefas devem ter mais prioridade? 

Por meio da matriz SWOT fica muito mais evidente quais são os primeiros e próximos passos ao longo da jornada de um evento.

Fica muito mais claro também quais as equipes mais competentes para realização de cada atividade, o que agiliza e torna todo o processo mais eficiente.

Antecipar e corrigir erros

Após realizar a análise SWOT em seu evento, você verá que fica muito mais simples antecipar e corrigir possíveis erros que possam surgir ao longo do caminho.

Assim, todo o projeto sai ganhando, já que é possível economizar um bom dinheiro e tempo que poderiam ser desperdiçados.

Maior previsibilidade dos resultados

Ao aplicar esta metodologia, é possível ter uma previsão dos resultados, já que ela fornece insights valiosos na definição de estratégias.

O que consequentemente, dá para ter uma base dos resultados de um evento.

Identifica melhorias no evento

Em um quadrante da matriz SWOT, ela pede que você liste todos os pontos fracos do seu evento — calma, que iremos detalhar e dar exemplos no próximo tópico.

Por meio desta análise franca, é possível identificar quais as melhorias que podem ser realizadas em seu evento, e assim, gerar melhores resultados.

Diagnóstico completo do projeto

Uma das maiores vantagens da aplicação deste método é que, ao realizá-lo, você terá um diagnóstico completo de seu evento.

Em outras palavras, todos os pontos fortes e fracos, oportunidades e ameaças que podem impactar diretamente seu projeto.

Com essa mina de ouro em mãos, você tem a capacidade de avaliar e aplicar melhorias e com isso, turbinar suas edições.

Entendimento completo dos fatores internos e externos que afetam o evento

Entender a fundo o que pode impactar tanto positivamente quanto negativamente seu evento te proporciona uma vantagem competitiva enorme.

Já que você sabe os pontos fortes e fracos de suas edições.

Isso te deixa um passo à frente de todos os eventos e negócios que não aplicam esta metodologia, e acabam perdendo oportunidades valiosas.

Por isso, continue a leitura até o final, já que no próximo tópico encontrará em detalhes como fazer a análise SWOT para eventos.

Vem com a gente!

Como fazer a análise SWOT para eventos?

A matriz SWOT é dividida em quatro quadrantes, por isso, ela é a queridinha dos planejamentos de modo geral, já que se trata de um método bem visual. Veja abaixo um exemplo.

Para o entendimento ficar ainda mais claro, vamos detalhar com ações práticas cada uma.

Fatores internos

Strenghts (Forças)

Neste quadrante – localizado em fatores internos e positivos – você deve listar todos os diferenciais que o seu evento possui em frente a concorrência.

  • qual a sua maior vantagem competitiva?
  • por que as pessoas devem participar do seu evento?
  • quais são os pontos altos de suas edições?

É interessante colocar todos da equipe para a realização desta tarefa, já que quanto mais pontos de vistas diferentes, melhor.

Weaknesses (Fraquezas)

Agora chegou a hora de listar todos os pontos fracos do seu evento, ou seja, todos os fatores que podem afetar negativamente o desempenho do projeto.

Aqui, a sinceridade é essencial. 

Então, o ideal é deixar o ego de lado e dar liberdade para a equipe apontar todas as críticas.

A partir da lista de fraquezas, é preciso que elas sejam estudadas e analisadas isoladamente, desta forma, identificar a solução destes problemas fica mais simples.

Caso a resolução de um determinado problema demande um prazo longo, é fundamental tentar reduzir ao máximo seus efeitos.

Algumas perguntas nesta etapas podem ser:

  • por que as pessoas estão optando pelo evento do meu concorrente?
  • por que estão deixando de participar do meu evento?
  • quais pontos posso melhorar no pré, durante e pós-evento?

Fatores externos

Oportunities (Oportunidades)

As oportunidades fazem parte do grupo de fatores externos, ou seja, aquelas que você não tem controle, mas pode aproveitá-las para potencializar seus resultados.

Quando nos referimos a oportunidades, é para que liste todas as forças externas que impactam de forma positiva o seu evento, como:

  • modismo que aumente a procura por seu evento;
  • mudanças na política econômica;
  • novas leis;
  • novas tecnologias;
  • poder de compra do público;
  • feriados ou datas comemorativas.

No entanto, é preciso que toda essa pesquisa e análise sejam reais e tenham embasamento em pesquisas e estudos. 

Caso contrário, pode haver interpretações erradas, o que pode prejudicar – e muito – o desempenho de seu evento.

Em outras palavras: sem achismos nesta etapa!

Threats (Ameaças)

As ameaças são todos os fatores externos que afetam negativamente o seu evento.

Ou seja, quais seus maiores medos?

O que pode acontecer de ruim ao seu evento que te preocupa?

Caso aconteça, o que você pode fazer?

Nesta etapa é preciso pensar em todos os problemas que prejudicariam o seu evento de modo geral, como:

  • catástrofes naturais;
  • roubo de dados;
  • novos concorrentes;
  • falta de mão de obra.

E aí, preparado para fazer sua análise SWOT para eventos?

Você viu que não é coisa de outro mundo realizar uma análise SWOT para eventos, não é verdade?

Só para recapitular, veja abaixo os tópicos que cobrimos neste conteúdo:

  • O que é Análise SWOT?
  • O que é Análise SWOT para eventos?
  • Afinal, quem desenvolveu a matriz SWOT?
  • Quais os benefícios do SWOT?
  • Como fazer a análise SWOT para eventos?

Mas é claro que podem surgir dúvidas sobre o assunto. Por isso, caso tenha ficado alguma, deixe nos comentários que responderemos todo mundo.

Além disso, confira outros conteúdos que podem te interessar:

Até a próxima!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
LOGO MI

Crie seus eventos no
Minhas Inscrições

Tenha as melhores ferramentas para uma gestão completa de seus eventos em um só lugar.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.